quinta-feira, janeiro 21, 2010

Reconstrução do Haiti e do Chile

Mesmo com o fracasso da COP15, 2010 será o ano da sustentabilidade. Será a oportunidade para todas as pessoas conscientes do mundo, as empresas e organizações governamentais ou não se apoiarem mutuamente com o objetivo único de interromper a escalada da degradação ambiental, a única forma de garantir a preservação da vida no planeta Terra.

As tragédias do Haiti e do Chile criam oportunidades singulares para a aplicação da tecnologia Construcell. O modelo estrutural articulado permite que a construção se adapte aos esforços provocados por abalos sísmicos.

Essa tecnologia que introduz dois novos paradigmas na engenharia será a primeira estrutura do mundo inteiramente em resina plástica e será a primeira construção totalmente transparente sem a intervenção de nenhum material opaco como as outras modalidades estruturais conhecidas e está em absoluta harmonia com as mais modernas tendências ambientais por permitir a reciclagem de garrafas PET e a implantação de placas fotovoltaicas em cada módulo quando esses forem transparentes.

Mais do que vantagens tecnológicas o sistema Construcell apresenta uma morfologia estrutural resultante da sinergia de dois fundamentos importantes da engenharia, as treliças e o arco-de-compressão, que raramente atuam em conjunto. Essa tipologia garante elevada estabilidade estrutural e sendo uma estrutura articulada torna-se muito adequada às áreas sujeitas a terremotos. O presidente Lula declarou no primeiro “Café com o Presidente” de 2010 que o Brasil tem papel importante na reconstrução do Haiti. Esta semana publiquei em minha coluna o artigo “A ira da Terra” sobre a tragédia do Haiti.

Há algum tempo mandei para um amigo que trabalha na Petrobrás um e-mail sobre o meu invento e ele respondeu que o meu projeto era excelente e tinha a cara da Petrobrás, mas só seria aprovado com apoio político. Achei uma resposta estúpida. Resposta inadequada de uma empresa energética estatal de um país que pretende se destacar no cenário econômico mundial. Imagino que através de seus contatos institucionais possamos encontrar um caminho para transpor bloqueios dessa natureza e que o governo brasileiro tenha interesse de associar a marca da gestão governamental a uma tecnologia tão necessária às condições atuais do planeta.

A reconstrução do Haiti e do Chile solicitam soluções como as contidas nessa invenção que é ainda desconhecida fora dos dois salões internacionais dos quais participei e a aplicação dela na presente condição resultará em elevada visibilidade para o Brasil, haja vista que nenhum país do mundo detém tecnologia com tais características, particularmente pela adequação a zonas com riscos de terremotos.

Pela primeira vez no Brasil, o Governo Federal criou um programa Prime promovido pela Finep, órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia para apoiar empresas nascentes de base tecnológica e entre 118 empresas selecionadas, a minha empresa Construcell obteve a nota máxima em conteúdo na Seleção Prime. Como o edital foi dirigido ao repasse de fundos não reembolsáveis para elaboração de projetos em gestão financeira e de marketing, estou disposto a aproveitar a sinergia resultante dessa excelente classificação para associar esse espetáculo tecnológico à marca da Petrobrás no cenário internacional, para edificar a primeira construção do mundo com essa tecnologia que introduz dois novos paradigmas na engenharia.

A empresa Construcell que constituí para participar do edital Prime da Finep/MCT obteve a nota mais elevada no quesito conteúdo, tendo sido avaliada por cem consultores ad hoc contratados pelo Parque Tecnológico da Paraíba, que foi o âncora do Prime no Estado, dos quais sessenta e cinco eram engenheiros. Portanto, esse fato aliado às duas Medalhas de Ouro que esse invento recebeu no 28º Salon International des Inventions de Génève e no BBC Tomoroww’s World Live -2000, além das conferências que apresentei no Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia, no Mestrado em Estruturas da Universidade de Brasília, na Pós-Graduação em Arquitetura da Universidade de Brasília, sendo essa incluída no Sistema de Avaliação da Capes (página 6) e em outras instituições.

Fui o único inventor brasileiro citado na sessão da Comissão de Educação do Senado Federal quando instituiu o Dia Nacional do Inventor. O deputado federal Marcondes Gadelha fez um discurso no plenário da Câmara dos Deputados exaltando a relevância de minha contribuição científica quando realizei uma Conferência na V Bienal de Arquitetura de Brasília. O pesquisador Moacyr Costa Ferreira publicou uma lista com os Grandes brasileiros (veja #48) em Ciência e Tecnologia e o pesquisador Alastair Fuad-Luke autor do EcoDesign Handbook, London, Tames &Hudson, considerada a bíblia do EcoDesign, publicou a minha descoberta em duas páginas. A jornalista Eliane Cantanhede publicou um artigo na Folha de São Paulo dedicado à medalha que conquistei em Genebra.

Esta invenção se insere entre as políticas mais engajadas na preservação ambiental que resultará em mídia espontânea no mundo inteiro. É um sistema construtivo que pode ser aplicado na construção de escolas, espaços culturais, ginásios esportivos, armazéns para grãos, terminais de cargas e de passageiros, hangares e tantas outras atividades que demandem grandes áreas cobertas sem a intervenção de colunas internas, por tratar-se de um sistema autoportante bidirecional.

A eficiência energética assegurada pelo sistema é garantida em outra condição, quando os módulos forem translúcidos, permitindo através da iluminação zenital a redução do consumo de energia em diversas modalidades de aplicação dessa tecnologia.

A proximidade da Copa de 2014 sugere a introdução de novas tecnologias no cenário da engenharia mundial para a construção de estádios de futebol. O uso de uma tecnologia com tais interfaces ambientais, que permite o crescimento biológico do gramado natural, torna-se uma contribuição relevante para solucionar o problema dos campos de futebol em estádios cobertos.

Essa tecnologia está em absoluta harmonia com as mais modernas tendências ambientais para a preservação da saúde do planeta, permitindo a instalação de placas fotovoltaicas quando os módulos forem transparentes e sendo translúcidos se enquadra nos modernos conceitos de eficiência energética por utilizar a iluminação zenital, o que resulta em significativa redução no consumo de energia. Em todos os casos, podemos usar os plásticos reciclados das garrafas de refrigerante PET.

Sobre o meu invento Construcell, o engenheiro calculista Argemiro Brito disse para a TV Correio: “Apesar de ele ser muito, muito desafiador, ele se enquadra dentro de uma filosofia estrutural. Ele é completo, ele é perfeito. Numa visão de um Leonardo da Vinci. Numa visão de um Nervi, em que as estruturas se limitam ao próprio fluir das forças.” Veja no Youtube a reportagem do jornalista Wendell Rodrigues para o Correio Espetacular da TV Correio. Pier Luigi Nervi foi um dos maiores arquitetos do século XX, no topo de meu site coloquei uma frase dele: “As estruturas são a manifestação das forças que atuam em um projeto.” Veja outra reportagem na TV Tambaú.

O formato da reportagem ficou muito bom. O engenheiro Brito, de quem fui aluno, conhece o meu invento desde o início, é um grande entusiasta de minha descoberta. A qualidade de seus cálculos é elevadíssima, sendo até recordista no cálculo da estátua de Santa Rita de Cássia como a mais alta das Américas e a maior estátua religiosa do mundo. Para você ter uma idéia do que a obra dele representa, quem fez o cálculo da Estátua da Liberdade foi o mesmo engenheiro Gustave Eiffel com construiu a Torre Eiffel.

O portal do Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia -Confea publicou uma matéria de destaque. O Correio da Paraíba, o veículo de maior circulação na Paraíba, segundo o IVC, publicou uma matéria de capa no caderno de tecnologia intitulada “Construções celulares” e o jornal Contraponto publicou outra excelente matéria.

O produto proposto apresenta vantagens competitivas exclusivas:

1. Rapidez na montagem;

2. Custos flexíveis que variam em função da escolha do insumo;

3. Conforto acústico. As resinas plásticas absorvem o impacto sonoro de agentes externos, particularmente as chuvas intensas. A estrutura alveolar impede a reverberação sonora no interior da construção;

4. Conforto térmico. As resinas plásticas são excelentes isolantes térmicos, consequentemente os ambientes que usem esse sistema estarão protegidos das elevadas temperaturas que incidem em construções com coberturas metálicas, transferindo benefícios para os usuários, particularmente em instalações industriais;

5. Reduz a zero os resíduos próprios da construção civil, na medida em que se leva para obra a quantidade exata dos módulos a serem aplicados;

6. Modelo estrutural compatível à absorção de esforços externos relacionados a ventos de grande intensidade e abalos sísmicos, tornando o sistema próprio para construções seguras em ambientes que sofrem os efeitos das mudanças climáticas;

7. Em face à rapidez de montagem, a portabilidade e a adequação às fortes pressões desses fatores externos, essa tecnologia pode ser muito útil para a instalação de abrigos emergenciais para populações vitimadas por eventos climáticos ou sísmicos;

8. Adequação às novas tendências ambientais relacionadas às construções inteligentes providas de fontes energéticas captadas através da radiação solar. Os módulos estão preparados para receber placas fotovoltaicas, dispensando o suporte e a proteção de vidro necessária a essas instalações;

9. Possibilidade de usar módulos translúcidos para o aproveitamento da iluminação zenital, aumentando a eficiência energética das edificações;

10. Uso de materiais reciclados na fabricação dos módulos;

11. Uso de compósitos para aumentar a eficiência estrutural e reduzir custos;

12. Uso de fibras vegetais de sisal, coco, pó de serra ou bagaço de cana encapsuladas pelas resinas;

13. Beleza plástica resultado de uma tipologia arquitetônica pura e harmoniosa com a possibilidade de variações cromáticas em uma mesma construção;

14. Grandes vãos livres de colunas internas;

15. Uma arquitetura emblemática em absoluta sintonia com o futuro. A tecnologia que apresenta o maior impacto visual do mundo contemporâneo.

Os clientes para esse produto estão localizados em diversos segmentos da sociedade, instituições públicas, privadas, religiosas e construtoras, haja vista o amplo espectro de suas aplicações: ESCOLAS, HABITAÇÕES POPULARES, AGRICULTURA (armazéns, silos e estufas), considerando o elevado déficit de armazéns, ESPORTES E LAZER (ginásios esportivos e estádios de futebol); TURISMO (centros de convenções e espaços culturais); INDÚSTRIA E LOGÍSTICA (construção de grandes espaços livres de colunas, usando o modelo de pórticos); AVIAÇÃO CIVIL E MILTAR (construção de hangares e estações de passageiros); TEMPLOS RELIGIOSOS.

Atenciosamente,
Reginaldo Marinho
www.construcell.com

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home